O mês de março traz dois laços de conscientização contra o câncer: o lilás, contra o câncer de colo de útero, e o azul marinho, contra câncer colorretal.

SAIBA MAIS

CÂNCER DE COLO DE ÚTERO
Com uma taxa de casos de 102,3% maior que a média brasileira, o Amazonas tem como um dos grandes desafios na saúde pública e privada conscientizar sobre a importância de prevenção à doença com ações individuais e coletivas contra o câncer de colo de útero.

É importante que todas as mulheres consultem um ginecologista com frequência e que realize os exames preventivos todos os anos ou de acordo com a orientação do médico, pois assim é possível que seja identificada precocemente qualquer alteração que possa ser sugestiva de câncer, sendo então iniciado o tratamento mais adequado.

O diagnóstico do câncer de colo de útero pode  ser feito pelo ginecologista por meio do exame pélvico e avaliação da história clínica. Durante a avaliação ginecológica, pode ser realizado o toque vaginal e análise da vagina e do colo do útero.

Além disso, também é indicada a realização do exame de colposcopia e o papanicolau, que também é conhecido como exame preventivo, pois assim é possível avaliar mais detalhadamente o colo do útero.

O risco de câncer de colo de útero é maior em mulheres que apresentam infecção pelo HPV, possuem múltiplos parceiros sexuais, que fazem uso de anticoncepcionais orais por muito tempo ou que fumam muito. Além disso, o risco é maior em mulheres que possuem outras infecções sexualmente transmissíveis, como clamídia ou gonorreia, por exemplo.

Como evitar o Câncer de Colo do útero?

Você evita o câncer de colo de útero se protegendo contra o vírus HPV das seguintes formas:

  • Com vacina contra o HPV
  • Usando camisinha

Você sabia que podemos evitar 99,9% de todos os casos de Câncer de colo de útero?

Se todas as meninas e meninos forem vacinados contra o HPV antes de iniciarem a vida s3xu@l, conseguiríamos acabar com o câncer de colo de útero e também parte dos cânceres de boca, de ânus e de pênis.

A vacina é segura!

A vacina contra o HPV é fornecida gratuitamente através do Sistema Único de Saúde – SUS para:

  • Meninas dos 9 aos 14 anos
  • Meninos dos 11 aos 14 anos
  • Portadores do vírus HIV
  • Pacientes transplantados dos 9 aos 26 anos
  • Mulheres imunossuprimidos até 45 anos

Na rede particular, a vacina está disponível para todas as pessoas a partir dos 9 anos de idade.

CÂNCER COLORRETAL

O câncer do intestino grosso, também chamado câncer de cólon e reto, ou câncer colorretal, é uma doença que atinge indistintamente homens e mulheres.

Na maioria das vezes, o câncer colorretal se desenvolve gradativamente, por esse motivo, a detecção precoce é fundamental.

TIPOS DE CÂNCER DE CÓLON E DE RETO

Os tipos desse câncer podem ser divididos em:

Adenocarcinoma

É responsável por mais de 95% dos casos. Dos tumores do cólon, aproximadamente dois terços dos adenocarcinomas localizam-se no lado esquerdo; os demais, no lado direito do cólon.

Tipos mais raros

São os tumores neuroendócrinos, o tumor estromal do trato gastrintestinal, conhecido também como GIST (da sigla em inglês), e os linfomas. Eles são responsáveis por apenas 5% dos casos.

A prevenção de doenças consiste na identificação dos indivíduos com alto risco de desenvolvê-la, estimulando-os a realizar mudanças no seu estilo de vida ou adotar medidas terapêuticas para prevenir ou impedir que a doença se instale.

Precisamos que todos tenham conhecimento que são cânceres evitáveis e tratáveis logo que diagnosticados, assim reduziremos os casos da doença,  divulgando maciçamente informações sobre prevenção para população, incentivar a vacinação contra o vírus HPV, consequentemente reduziremos os casos e tratamento oncológicos.

A Oncologia Sensumed se preocupa com você e está ao seu lado.

× Agendamento de consulta