Os tratamentos contra o câncer evoluíram bastante nos últimos anos. As cirurgias estão cada vez menores, e menos invasivas. Cito o câncer de mama como exemplo, as cirurgias nos dias atuais estão ficando cada vez menos agressivas e menos mutiladoras. Fica cada vez mais raro a necessidade de realização de mastectomias radicais, onde é necessário a retirada de toda a mama. Com novas técnicas cirúrgicas, e com associação do tratamento com radioterapia e quimioterapia, além da melhora da chance de cura, as cirurgias ficaram menores e menos mutilantes.

Novas técnicas, como a radiocirurgia, são capazes de destruir completamente pequenas lesões, como no cérebro ou pulmão, em apenas uma única aplicação, assim como uma cirurgia convencional faria.

O mais importante no tratamento do câncer é entender que a doença não é tratada por apenas um médico, mas sim, por uma equipe multidisciplinar, que contam com especialistas em inúmeras áreas, como equipe de enfermagem, odontólogos, psicólogos, fisioterapeutas que auxiliam o paciente no diagnóstico, durante o tratamento e sua reabilitação.

Dr Alfredo Reichl Radio-oncologista Clínico e Responsável pela Radioterapia da Sensumed Oncologia.

Deixe uma resposta

× Agendamento de consulta